Felipe Picciani, filho do presidente afastado da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Jorge Picciani, deixou o presídio na manhã deste sábado (25). A informação foi confirmada pela Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária).

A decisão de soltar o zootecnista foi do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. De acordo com o magistrado, a revogação da prisão era necessária pois não há motivos necessários para mantê-lo preso.

“Determino sua revogação. São nove meses e isso tem que ser levado em consideração. A eventual participação em organização criminosa não me parece robusta. Acho que isto não é o bastante para manter a prisão preventiva”, disse Bretas, após pedido feito pelo advogado Rafael Faria, que defende Felipe Picciani.

O zootecnista foi preso durante a Operação Cadeia Velha há quase dez meses. Ele é suspeito de lavagem de dinheiro por meio dos negócios no ramo de gado de Jorge Picciani. Ele foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de estar envolvido em esquema de lavagem de dinheiro, havendo propinas pagas a deputados da Alerj por empresários ligados ao setor de transporte urbano da capital fluminense.

 

Da Redação com R7

 

Foto: André Motta/Agência Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome