Passado o período de convenções partidárias, os sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registraram 186 candidaturas ao executivo estadual pelo Brasil, mas apenas 26 candidaturas são encabeçadas por mulheres, enquanto 160 homens foram registrados como candidatos a governador.

No levantamento feito pelo G1, em oito estados a disputa se dará apenas com homens. São eles: Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Pará, Rio Grande do Sul e Rondônia. Além disso, em apenas seis estados – Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí e Rio de Janeiro – os eleitores verão mais de uma mulher na disputa pelo governo, enquanto em 13 estados há pelo menos uma mulher na disputa.

Os dados foram obtidos no CespespData, que organiza as informações oficiais disponibilizadas pelo TSE.

Apesar disso, o número de estados sem candidatura feminina tem diminuído desde as eleições de 2010. Atualmente são oito estados sem mulheres na “cabeça de chapa”, em 2014 eram 10 e em 2010 eram 13.

No cenário nacional a presença de candidaturas femininas também é bem menor. São 14 nomes postos na disputa pela presidência da República, com 3 mulheres (Manuela D’Ávila, Marina Silva e Vera Lúcia) mas esse número deve cair para 2, com a desistência prevista de D’Ávila (PCdoB).

 

Da Redação com G1

Foto: Elza Fiúza/ABr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome