Já investigada por exercício ilegal da profissão, a massoterapeuta Patricia Silvia dos Santos conhecida como “Paty Bumbum” teve a prisão preventiva cumprida na manhã desta segunda-feira (6). A operação Roleta Russa foi realizada por agentes das 42ª Delegacia de Polícia na casa de Patrícia. Outras três mulheres estão foragias.

A prisão de Paty foi decretada por 30 dias e servirá para confirmar se ela está ligada a Valéria dos Santos Reis, que é investigada pela morte da modelo Mayara dos Santos. A operação ainda tentou prender a própria Valéria, mas ela não foi encontrada em casa. Também estão foragidas Márcia Pimentel Esteves e Thaiza Pimentel Esteves.

Na casa de Patrícia foi encontrado silicone industrial e também ácido hialurônico, que é uma substância usada em procedimentos estéticos, mas seu manuseio é restrito para alguns profissionais. A massoterapeuta já havia sido presa no dia 25 de julho, por exercício ilegal da profissão, mas respondia em liberdade.

A operação ainda prende Ohana Hindara de Lima Diniz, que é suspeita de acompanhar mulheres nos procedimentos estéticos. Ela é acusada de ser parte do esquema, recebendo inclusive comissão por indicação de pacientes à Valéria dos Santos Reis. A informação de que Ohana era participante, como também da possível ligação entre Patrícia e Valéria veio de testemunhas.

Na delegacia, Paty Bumbum afirmou que o ácido hialurônico encontrado com ela era apenas usado para preenchimento labial. Sobre o silicone encontrado, não só massoterapeutas não tem permissão para o manuseio, como é também um crime contra a saúde pública. Por ser algo “na sorte” segundo o delegado responsável pelas prisões, já que às vezes o procedimento dava certo e em outros casos as pacientes sofriam necrose, a operação foi batizada de “Roleta Russa”.

 

Da Redação

Foto: Polícia Civil/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome