Nas imagens é possível ver um homem de capuz aproximando-se do presidenciável Jair Bolsonaro (vídeo acima). Adelio Bispo de Oliveira rapidamente levanta o braço e ataca o candidato do PSL no abdômen e tenta escapar, mas é alcançado pelos militantes que acompanhavam o ato de campanha do ex-capitão do exército. Adelio é alcançado pela Polícia Militar e levado à delegacia da Polícia Federal. Ele está sob custódia no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora. Mas quem é o homem por trás do atentado?

Adelio Bispo de Oliveira foi filiado ao PSOL de Uberaba (MG) entre os anos de 2007 e 2014, quando pediu desfiliação. Ainda que não esteja filiado oficialmente, nas redes sociais, ele fazia questão de mostrar-se alinhado com a ideologia da esquerda, participando de manifestações que pediam a libertação do ex-presidente Lula.

Com 40 anos, formado em pedagogia, o agressor estampa a uma imagem com a balança da justiça como foto do seu perfil no Facebook. Na prática, a justiça é outra. Munido com uma “faca de cortar carne”, Adelio escolheu escrever a própria lei, furando a multidão e quase pondo fim à vida de um dos candidatos. Vale lembrar que Adelio já tem passagem pela polícia. O crime? Lesão corporal em 2013, um ano antes de pedir desfiliação do PSOL.

Adelio, que é tratado por setores da imprensa como suspeito, já confessou ser ele o autor da facada em Jair Bolsonaro, mas disse que não tinha a intenção de matar, ainda que quase tenha o feito. Segundo o agressor, ele teria feito isso por discordar politicamente do candidato e também alegou motivação religiosa.

A polícia fez buscas na cada de Adelio e apreendeu um computador e um celular.

 

 

Da Redação

Foto: Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome