A partir desta quinta-feira (15), estarão abertas as inscrições para 300 mil vagas em cinco novos cursos gratuitos, totalmente on-line,paraprofessores e estudantes de licenciatura em todo o país. A iniciativa, em homenagem ao Dia do Professor, é uma das estratégias da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para enfrentar o impacto do isolamento social gerado pela pandemia de Covid-19 na área do ensino.

O objetivo é preparar os profissionais da educação básica para utilizar ferramentas on-line em sala de aula, ao retornarem às atividades presenciais, ou dentro de novos ambientes virtuais de ensino e aprendizagem. Ali, os atuais e futuros professores aprenderão a produzir seus próprios materiais audiovisuais e a aperfeiçoar suas práticas de sala de aula de maneira presencial ou a distância. Organizados para serem realizados a partir de novembro de 2020 e durante 2021, os cursos têm carga horária diferenciada e buscam atender às necessidades específicas de cada interessado.

O investimento na formação continuada de professores faz parte da diretriz da Capes em buscar a valorização e a formação de professores da educação básica. Esta orientação está em sintonia com a visão do Ministério da Educação (MEC). “A pandemia de Covid-19 afetou a maioria das instituições de educação do País, levando os professores a adaptar as aulas presenciais para a modalidade virtual. Essa capacitação não será apenas pensando no atual momento em que vivemos. As aulas on-line são uma realidade com ou sem pandemia. Temos que investir no desenvolvimento de conteúdos”, ressalta Milton Ribeiro, ministro da Educação.

Benedito Aguiar, presidente da Capes, considera que “uma nação se desenvolve à medida em que investe em educação, e as atualizações metodológicas são fundamentais no processo de ensino e aprendizagem”. Segundo ele, “o uso de metodologias mediadas por novas tecnologias de informação e comunicação, mais do que nunca, precisa ser incentivado” e “não se pode pensar em melhoria do processo de ensino e aprendizagem sem investir na qualificação contínua do professor”. Aguiar assegura que a Capes está profundamente engajada “nessa missão de valorizar o professor no Brasil.

Fruto de uma parceria entre a Capes e a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), as 300 mil vagas foram disponibilizadas graças ao empenho para formatar a estrutura dos cursos e deixá-los acessíveis ao público-alvo. “A formação de professores é um tema que deve ser tratado de forma prioritária, principalmente se considerarmos o cenário atípico em que estamos vivendo no momento. A pandemia e as suas consequências forçaram profissionais da educação a uma rápida e intensa adaptação. Dessa forma, a parceria com a Capes se torna muito valiosa pela oportunidade de crescimento e atualização que proporciona, dentro desta nova realidade em que estamos”, observa Gustavo Costa, reitor da UEMA.

Fonte: MEC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome