O Brasil alcançou neste domingo a marca de 132 mil óbitos causados pela covid-19, e a doença se tornou a causa-morte com mais vítimas em um único ano já registrado no país. A primeira morte brasileira pela doença ocorreu em 12 de março, segundo revisão do Ministério da Saúde. O UOL analisou os dados do SIM (Sistema de Informação sobre Mortalidade), do Ministério da Saúde, que contabilizam essas informações desde 1979.

Entre as classificações de causas naturais ou externas de mortalidade do SIM, as doenças isquêmicas do coração (que incluem os infartos) lideraram historicamente a lista de causa-morte e atingiram seu auge em 2019, com 116 mil óbitos em 12 meses, segundo dados ainda preliminares do SIM. No caso de doenças respiratórias, a pneumonia sempre foi a que mais matou, e o recorde de óbitos em único ano ocorreu também em 2019, quando ela causou 83 mil óbitos.

Entre os cânceres, o de pulmão, brônquios e traqueia é o que leva o maior número de mortes no Brasil, mas nunca chegou a 30 mil em um ano. Ainda em termos de comparação, as mortes causadas pela covid-19 em apenas seis meses já correspondem a mais que o dobro do recorde histórico de homicídios, ocorrido em 2017, quando foram mortas 62 mil pessoas de forma violenta. Já os acidentes de trânsito tiveram seu maior número na década em 2012, com 46 mil vítimas.

Fonte: Uol

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome