O Horário Brasileiro de Verão é uma ferramenta criada para gerar uma economia de energia e começou em 1931 com o presidente Getúlio Vargas. Nos mais de 70 anos da medida, ela continua dividindo os brasileiros e neste ano dividiu também o governo que analisou a efetividade da mudança nos relógios. Apesar disso, os brasileiros de 10 estados e do Distrito Federal terão que adiantar os relógios em 1 hora a partir desde domingo (4).

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal entrarão no Horário de Verão.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o Horário de Verão termina às 0h do dia 17 de fevereiro de 2019, um período bem mais curto do que o normal. Isso se deu porque o Tribunal Superior Eleitoral solicitou que as eleições não acontecessem dentro do horário de verão. O pedido foi aceito em dezembro de 2017 pelo presidente Michel Temer.

Enem

O início do Horário de Verão coincide com a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio neste ano. A prova é dividida em dois domingos e a primeira etapa – com questões de linguagens, ciências humanas e a redação – acontece também no dia 4 de novembro. Por isso, os inscritos devem ficar atentos, já que além do horário de verão, o Brasil possui fuso horários diferentes. Serão 4 horários diferentes no país a partir do domingo.

 

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *