Uma semana depois de o presidente francês, Emmanuel Macron, anunciar que não defende tratados que envolvam o Brasil se Jair Bolsonaro decidir abandonar o Acordo de Paris, o embaixador Roberto Azevêdo, diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, afirmou que delegações internacionais têm mostrado boa vontade em relação ao futuro governo brasileiro.

“O que eu escuto das delegações que vêm conversar comigo é até um certo otimismo, do ponto de vista de perspectivas de liberação comercial, de maior abertura da economia brasileira para o comércio internacional”,

A declaração de Azevêdo para jornalistas brasileiros em Washington, onde recebeu prêmio de Personalidade do Ano do Conselho Nacional de Comércio Internacional dos EUA (NFTC, na sigla em inglês) cria boas perspectivas de um comércio exterior forte para o Brasil nos próximos anos.

Da Redação

Foto:Antonio Cruz/ Agência Brasil

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome