A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (21), uma operação contra um esquema criminoso de fraude a licitações no serviço de transporte escolar nas cidades de Alagoinhas, Casa Nova, Conde, Ipirá, Jequié e Pilão Arcado, que ficam na Bahia. Segundo a PF, são 19 mandatos de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e casas dos envolvidos no esquema.

Entre as ações, existe ainda o afastamento de dois prefeitos: Afonso Mangueira, de Pilão Arcado, e Marcelo Brandão, de Ipirá; e ainda um mandado de prisão preventiva, mas até agora não foi dito contra quem. O valor dos contratos envolvendo as empresas do esquema totaliza R$ 130 milhões. Apenas nos municípios de Alagoinhas e Casa Nova, o superfaturamento foi de R$ 38 milhões no período de 2009 a 2017.

Estão envolvidos cerca de 90 policiais federais e 21 auditores. Além da fraude a licitações, a operação da PF combate também o superfaturamento, desvio de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e lavagem de ativos envolvendo os contratos do serviço de transporte escolar das seis cidades do interior do estado. Durante a operação, uma quantia em dinheiro foi apreendida, mas ainda não há detalhes do valor e nem onde foi feita essa apreensão.

 

Da Redação com G1

Foto: Divulgação/PF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome