O resultado das eleições europeias que ocorreram nesse domingo (26) revela que os dois partidos tradicionais, um de centro-direita e outro de centro-esquerda, perderam assentos no Parlamento, Europeu. A redução no tamanho dos dois partidos permitiu a ascensão de pequenos partidos ideológicos.

O partido de maior representatividade hoje é o Partido Popular Europeu (EPP), de centro-direita. Apesar de ter perdido quase cinco pontos percentuais no número de parlamentares em comparação à legislatura passada, o partido ainda é o do Parlamento, sendo quase um a cada cinco parlamentares membro do EPP.

O segundo maior partido é a Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D), de centro-esquerda. Em relação às eleições passadas, o partido perdeu 5,5 pontos percentuais em cadeiras no Parlamento.

Já o partido Europa das Nações e da Liberdade (ENF), de direita, teve um aumento de 2,1 pontos percentuais na sua representatividade no Parlamento Europeu. Os partidos locais de Matteo Salvini e Marine Le Pen, ambos políticos nacionalistas, da Itália e da França, respectivamente, ajudaram a impulsionar a ENF nessas eleições.

Também teve aumento de cadeiras no Parlamento o partido ambientalista Verdes/Aliança Livre Europeia, obtendo 2,3 pontos percentuais a mais de representatividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome