O Corpo de Bombeiros de São Paulo confirmou a morte do piloto Antonio Traversi na queda de um avião de pequeno porte, que aconteceu neste domingo (29), no Campo de Marte, Zona Norte de São Paulo. O avião ainda transportava outras seis pessoas que foram resgatadas e socorridas para hospitais da região.

O avião decolou de Santa Catarina por volta das 15h30 e o acidente aconteceu as 18h12. No momento do acidente, a aeronave estava arremetendo, que é a atitude do piloto de retomar o voo depois de dificuldade ou problemas em uma tentativa de pouso.

A aeronave é da empresa Videplast e transportava dois fundadores da empresa, além de outros passageiros. São eles: Nereu Denardi – sócio da Videplast; Geraldo Denardi – sócio da Videplast e irmão de Nereu; Enzo – tem 17 anos e é filho de Nereu; Aguinaldo Nunes – coordenador da Videplast; Agnaldo Crippa – gerente da Videplast; Benê Souza; e Antonio Traversi – era o piloto da aeronave. Segundo os bombeiros, ele morreu no acidente.

Os bombeiros não informaram o estado de saúde das seis vítimas socorridas, mas confirmou que quatro sofreram traumatismo craniano e outra sofreu traumatismo abdominal.

O avião de prefixo PP-SZN é um bimotor King Air C90, com capacidade para sete passageiros. Eliandro Pazin, um dos cinco sócios da empresa, confirmou que a aeronave pertence à Videplast, empresa de plásticos com sede em Santa Catarina. O avião foi fabricado em 2008 e está em estado regular na Anac.

O 4º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos está responsável por descobrir as causas reais do acidente. Além de ouvir testemunhas e os sobreviventes, serão coletadas partes do avião e imagens de câmeras de segurança.

 

Da Redação com G1

Foto: Reprodução/Comandante Leal/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *