Com a proximidade da data limite das convenções, o cenário começa a ficar ainda mais definido. Marina Silva (Rede) confirmou nesta quinta (2) o ex-candidato à presidência da República Eduardo Jorge (PV) como candidato à vice nas eleições deste ano. Quem também definiu o segundo nome na chapa foi o PSDB de Geraldo Alckmin, que acertou com a senadora Ana Amélia (PP) para a corrida presidencial.

A Rede Sustentabilidade realiza sua convenção nacional no dia 4, véspera do prazo final, mas a defesa do nome de Marina Silva deve já ser acompanhada do nome de Eduardo Jorge como companheiro de chapa. O novo pré-candidato a vice já foi do PT e em 2014 apoiou Aécio no segundo turno. O anúncio da adesão foi feito por Marina no Twitter.

O caso do PSDB teve uma especulação no meio e convites “indiretos”, mas a senadora Ana Amélia, que ficou conhecida pela sua atuação durante o impeachment, confirmou que será a vice de Geraldo Alckmin. Apesar disso, existe uma indefinição no estado de origem dela, o Rio Grande do Sul. Lá, o PP tinha candidatura própria ao governo e iria apoiar o PSL. Amélia disse que a solução seria a retirada da candidatura e a adesão ao projeto estadual de Eduardo Leite (PSDB).

 

Da Redação

Fotos: Marcelo Camargo/Agencia Brasil, Edilson Rodrigues/Agência Senado, Ándre Carvalho/CNI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome