Um lago com água líquida e cerca de 20 km de largura foi finalmente encontrado em Marte, depois de longos anos de busca. A descoberta foi feita pela sonda europeia Mars Express e foi confirmada hoje (25) por um grupo de cientistas italianos, que afirmou, através de um estudo publicado na revista Science, que a água está sob o gelo, no pólo sul do planeta.

A descoberta animou os cientistas, porque, assim como na Terra, os lagos que estão sob o gelo possuem formas de vida. Seria o mais próximo que o homem chegou de efetivamente comprovar vida no planeta vermelho. “Estamos diante de uma reserva de água produzida pelo derretimento do gelo que se concentra em uma depressão do terreno”, explicou Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica da Itália e chefe do estudo.

Técnica

A descoberta foi feita depois de 29 passagens pelo mesmo lugar, usando um instrumento chamado “MARSIS”, que já é usado no Brasil para descobrir o que está sob a superfície, como é o caso do Petróleo. O equipamento envia sinais de rádio em direção à superfície, uma parte desses sinais é absorvida e outra parte volta para a sonda. Quando esses dados são processados, dependendo da intensidade dos sinais, é possível saber o que está “escondido”.

Em Marte, a sonda verificou que existe cerca de 1,5 km de gelo acima do lago. Além disso, os cientistas confirmaram que, apesar das temperaturas do lago serem muito abaixo de zero, a água possuem sais de perclorato, que impedem o lago de congelar e podem permitir pesquisas futuras.

A sonda Mars Express deve ficar em operação por mais cerca de quatro ou cinco anos, quando a missão será encerrada. Mas ainda seriam necessários cerca de 15 anos para explorar todo o polo sul de Marte.

 

Da Redação

(Foto: USGS/INAF)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome