Em 12 de Agosto de 2019, um dos integrantes da inteligência dos EUA denunciou anonimamente um telefonema que foi realizado no dia 25 de julho entre o presidente Donald Trump e Volodymyr Zelensky — presidente da Ucrânia — e, segundo o anônimo, o assunto dele era de “urgente consideração”.
6 dias após a denúncia, o assunto chegou à imprensa através de uma matéria do jornal “The Washington Post”. Segundo o jornal, a conversa que Trump e Zelensky tiveram foi sobre a investigação do adversário do presidente americano para seu próprio benefício. Dessa forma, Trump supostamente “trai o cargo”, praticando abuso de poder e obstrução do Congresso.
Após alguns dias da saída da matéria, a presidente da câmara do EUA, Nancy Pelosi, anuncia a abertura de um inquérito do impeachment de Trump, acusando o presidente a agir em benefício próprio, o que acaba obstruindo informações do congresso, para obter vantagem nas eleições de 2020.
O inquérito é aprovado e o processo dura 134 dias, passando pela câmara de deputados, que aprovam o impeachment. No dia 05 de fevereiro de 2020, o presidente acaba sendo absolvido quando chega ao Senado, tendo a maioria ao seu favor e o processo termina. Sendo assim, o dia de celebração para o presidente Trump.

Da redação.

Foto: The White House.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome